Ora Então Um Grande Bem Haja ... oprazerdainsolencia@sapo.pt
Terça-feira, 12 de Julho de 2005
guerra dos sexos?
foi de forma completamente inesperada que recebi uma proposta de uma fêmea para entrar numa espécie de despique entre os sexos no qual diversos bloguers participariam através de posts cujo objectivo seria o de denegrir a imagem do sexo oposto... isto foi pelo menos o que eu consegui perceber pelos seus grunhidos e movimentos irregulares de braços... as palavras “mim, mulher, guerra, homem, sabonete e algodão doce” foram graças ao génio masculino que sou, suficientes para entender a mensagem...

ela propôs-me o desafio e desatou a correr à parva rua fora... eu até pensei que estava com medo da minha reacção (o que não se compreenderia dado que já não como pessoas à coisa de doze dias) mas afinal era o parquímetro que estava a acabar e ela teve de ir retirar o carro que estava estacionado de forma habilidosa na rotunda do marquês de pombal junto ao leão com mais três dúzias de peugeots 206... um irmão meu que trabalha numa morgue em londres diz que os dois dias com mais movimento do ano até à data foram o dia mundial das mulheres com carta de condução e o dia do atentado terrorista (por esta ordem)

quando ouvi falar em guerra dos sexos pensei para comigo “tu queres ver ó mestre da insolência que vem daí um bando de matrafonas com livros de culinária do carlos capote e conjuntos de panelas banhadas a ouro de 18 quilates da filipa vasconcelos para bater nas pessoas que trabalham?” ainda por cima os gritos de ordem do lado feminino numa guerra, seja ela qual for, baseiam-se essencialmente em citações retiradas dos livros da margarida rebelo pinto ou do paulo coelho (já na guerra entre os mexilhões e as cadelinhas, as fêmeas gritavam activamente pelos mexilhões “a vida é vida porque a vida tem vida dentro da vida”, ninguem entendeu mas como era do paulo coelho todos aplaudiram)

quem também descobriu esta guerra dos sexos foi o josé castelo branco que muito confuso comentou “guerra, guerra? ai que bom eu também quero brincar... quem é que me escolhe? alguem me escolhe? então ninguem me escolhe? vá eu também quero jogar... fogo ó herman ja viste é sempre a mesma coisa ficamos sempre os dois para o fim”

de qualquer forma e como é natural, este blog é superior a essas mesquinhices e não irá enveredar por caminhos danosos para o sexo oposto, até porque isto de denegrir a imagem do roberto leal ou evidenciar os tiques másculos do claudio ramos está muito batido e eu não estou para isso... em todas as guerras existem duas facções completamente distintas e nesta como em qualquer outra eu estou do lado oposto ao do paulo portas... mas que raio de perseguição (dirá o leitor), não seja atrasado mental ó leitor, deves ser uma gaja de certeza para estares a dizer isso (dirá o autor)

a verdade é que nunca poderia entrar numa guerra desta natureza, isto porque eu não tenho absolutamente nada contra as mulheres, elas até servem para procriar e tudo, algo que não conseguiria fazer sem uma fêmea... sei disso porque até aos meus catorze tentei ovelhas, pardais e ventoinhas e nenhuma das hipóteses se revelou eficaz, nomeadamente uma relação ocasional que mantive com uma ventoinha gigante (que vim mais tarde a saber tratar-se de uma hélice de um helicóptero puma da força aérea portuguesa), na qual confirmei a teoria de que o amor dói... essa tese saiu reforçada quando mais tarde uma canibal amazona me fez sexo oral...

se ha coisa que os homens nunca ponderam no dia-a-dia com uma mulher é o facto de ela poder estar com o período... homem que é homem não tem de se lembrar de uma coisa que não sabe o que é... e só se lembra disso quando ela começa a chorar desalmadamente por causa do compal de ananás que não estava bem fresquinho, pela depressão causada pela nova lata de conserva de atum de posta em óleo vegetal ramirez ou pelo ataque súbito de ciumes causado apenas porque o homem bocejou muito alto “estavas a bocejar assim para quem hãn? Eu vi esse bocejo... hoje dormes no sofá”... entao acende-se a luzinha no cérebro masculino e surge a frase natural “tá c’o período ó caralh*”...

ora então um grande bem haja


publicado por Insolente às 14:38
link do post | favorito

De Carla a 15 de Julho de 2005 às 19:24
ola ola
olha vou te linkar :O)
espero q nao te importes :O)
beijo


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Estou de volta... noutro ...

FIM

o oceano índico tem a man...

terminou o caso mateus, a...

luta de boxers

o tuga é algo otário

jorge coroado, mestre da ...

mundial da prostituição

as crianças e os mosquito...

o código da mariquice

arquivos

Setembro 2007

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

links
blogs SAPO
subscrever feeds